CONHEÇA NOSSO BLOG
07Jan
cão idoso

Guia de boas práticas para cuidar do seu cão idoso

Compartilhe!

Olá, amigo humano, tudo bem? Aqui é o Bob!
Você já parou para pensar no seu envelhecimento? Vão surgindo as rugas, o grisalho, as limitações físicas, mas se fortalecem os valores de uma vida inteira em sociedade. Bem, o processo de nascer, crescer e morrer também é natural na vida dos cães. Entretanto, antes de partir, muitos chegam à velhice e precisamos, sim, reciclar nossos cuidados. Neste artigo, aprenda a identificar um cão idoso e o que fazer para manter sua saúde física e mental. Boa leitura!

Identifique o seu cão idoso com carinho e maturidade

Por falar em cabelinhos brancos, nós, catioros, também ficamos grisalhos. E essa é uma das formas de identificar um cão idoso. Cada raça tem sua idade certa para ser considerada idosa, por isso, você precisa não só nos observar, como manter sempre contato com os tios lá da clínica veterinária. Para uma velhice saudável, alguns cuidados são extremamente importantes e indispensáveis. Abaixo, eu separei alguns que tirei das conversas com os mais velhos!

Afinal, quais são os principais cuidados?

Amor

Quem não gosta de receber amor? O cão idoso passa por muitas limitações, mas algumas são superadas quando ele se sente amado. Seja paciente sempre e procure ajudá-lo nas suas tarefas comuns. Dê atenção e acolhimento sem medir esforços!

Alimentação

Manter uma alimentação saudável é importante desde sempre, mas o quadro aumenta com a velhice. Com baixa digestão e absorção de alimentos, problemas dentários, etc, dê preferência à alimentação natural para cães.

Locomoção

O poder de locomoção de forma independente no cão idoso diminui drasticamente. Isso é em decorrência aos problemas nas juntas, coluna, artrose, entre outros. Com o tempo, deixam de ter toda aquela agitação. Busque facilitar o acesso a água e comida para que o cãozinho não faça além dos limites dos seus esforços.

Lazer

Cuidar da saúde mental é necessário em qualquer idade, seja para cães ou humanos, viu, amigo? Com cuidado e em grau menor, leve o seu amiguinho para passear e, dependendo da situação, até para praticar atividades físicas. Nessa hora, você pode buscar por profissionais que vão avaliar as necessidades do aumigo. Lembre-se de definir a hora do sono confortável.

Contato

Ter vida social também importa no mundo canino, sabia? Essa relação com outros cãezinhos precisam ser muito bem avaliada. Deixar o cão idoso com um mais agitado pode gerar transtornos. Por isso, vida social importa, mas em alguns casos, não é saudável que aconteça.

Veterinário

O mais importante: visitas aos tios da clínica veterinária de tempos em tempos. Vocês enganam a gente dizendo que vamos passear, mas eu sei que é pro nosso bem. A cada seis meses, tá? De preferência. É possível ter uma velhice estável e saudável, mas um profissional deve acompanhá-la.

Alimentação natural e saudável é com Chef Bob!

Gostou do que leu? Me dediquei muito para falar sobre o cão idoso. Tenho muitos aumigos velhinhos e trato todos com maior amor e respeito. Agora, se você reparou bem, falei sobre a importância de uma alimentação saudável, lembra? É exatamente com isso que trabalho! Aqui no meu site você encontra um maravilhoso e inconfundível cardápio de alimentação natural para cães. Aproveite que está por aqui e conheça nossa história, os planos de dieta e os artigos exclusivos do Blog de Bob. Para mais informações ou orçamento, entre já em contato e fala com os meus pais!

Posts Recentes Tags