CONHEÇA NOSSO BLOG
02Out
Mamãe com seu filhote alérgico

Será que seu cãozinho tem predisposição para ser um filhote alérgico?

Compartilhe!

Olá, amigo humano. Tudo beleza? Aqui é o Bob, aquele Shih Tzu super simpático que você já conhece!

Ontem conversei com uma aumiguinha super querida e muito atrevida, Pituchinha, sobre as alergias caninas e os tipos mais recorrentes. Chegamos à conclusão que algumas raças são mais propícias a apresentar esta condição. Por isso, nos debruçamos em uma intensa pesquisa para comprovar se nosso pensamento estava realmente certo. E sim, estávamos corretos!

Desejo compartilhar meu conhecimento com você, posso? Neste artigo, separei uma lista de raças que podem gerar filhote alérgico em função da sua predisposição genética! Continue lendo e descubra se o seu cãozinho está entre eles.

Quais raças podem gerar um filhote alérgico?

1- Yorkshire

A pele dos catiorrinhos da raça Yorkshire é compreendida como naturalmente frágil. Por isso, eles tendem a entrar na lista dos cãezinhos que podem gerar filhote alérgico. Veja bem, por ficar mais exposta e ter menos camada de proteção, diversos tipos de dermatites podem surgir ao longo da vida deles. Os papais e mamães, neste sentido, devem ficar atentos.

Outro fator comum aos Yorkies é a alopécia. Esta tende a se manifestar entre 4 e 14 meses de idade, e é marcada pela presença de pelos quebradiços e opacos. Deste modo, cuidados devem ser reservados desde filhote até a vida adulta desses doguinhos.

2- Pug

Os cães da raça Pug são uma fofura, preciso admitir. Sempre que meus papais me levam para passear encontro com um deles e é diversão garantida.

No entanto, por terem muitas dobrinhas ficam suscetíveis à ação de fungos e bactérias, principalmente enquanto filhotes.

Montei uma lista com os fatores que podem gerar alergia nos Pugs. Veja:

  • fungos;
  • parasitas;
  • alimentação inadequada;
  • bactérias;
  • uso de produtos de higiene inadequados.

Se você tem um Pug, então, certamente já ouviu alguma recomendação do veterinário sobre adaptá-lo à alimentação natural. Ela ajuda a reformar o sistema imunológico dele e assegura o bem-estar, caso seja identificado como filhote alérgico.

3- Golden

Os cãezinhos Golden também são super amigáveis. Eles têm predisposição genética para dermatite úmida aguda e piodermite, que é causada pela ação de bactérias.

Normalmente, a dermatite é facilmente identificável pelos tutores do cãozinho, pois apresenta vermelhidão e coceira intensa no local. Já a piodermite, ocasiona lesões onde são apresentados pus, crostas ou vermelhidão. Com isso, tende a ser de menor identificação rápida, mas deve ser tratada com o veterinário que acompanha o cãozinho para que o filhote alérgico não sofra outras complicações.

O uso dos remédios adequados e alimentação balanceada colabora para aumentar a qualidade de vida desses cãezinhos.

4- Poodle

Assim como os Golden, cães da raça Poodle podem apresentar piodermites caninas. E não obstante, tal qual os Pugs, também possuem como causadores mais comuns de reações alérgicas os fungos, bactérias e parasitas.

Enquanto filhote, as dermatites são as principais vilãs da raça, mas na idade adulta é comum aparecer a adenite sebácea granulomatosa. Esta é uma dermatose de caráter imunomediado. Com ela, o cãozinho apresenta: descamação da pele, queda de pelos, caspa, ressecamento e irritação.

Em função dessa perspectiva, iniciar o tratamento correto com os Poodles é fundamental para assegurar a garantia de uma vida mais saudável.

5- Labrador

A predisposição genética dos cães labradores é voltada para o desenvolvimento de dermatite atópica. Trata-se de uma doença que causa coceira intensa, capaz de gerar incômodo excessivo ao animal.

O veterinário será responsável por indicar o melhor remédio para tratamento e quais alterações na alimentação servirão como precaução de outros quadros semelhantes.

Alimentação natural ajuda no tratamento?

Depois de todas as informações que você viu neste artigo sobre filhotes alérgicos, deve estar se perguntando a respeito da alimentação natural. E a resposta para essa pergunta é sim! A alimentação natural é rica em propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas. Desta maneira, reforça a imunidade do seu cãozinho para que ele não fique à mercê de doenças alérgicas.

Não deixe de conferir o cardápio natural incrível que já preparei para seu cãozinho. Veja os pratos que fazem sentido para a alimentação natural dele e peça-os entrando em contato com a minha equipe pelo site ou pelo WhatsApp. Temos completa responsabilidade em disponibilizar alimentos balanceados para auxiliar na saúde do seu animalzinho.

Continue lendo sobre temas relacionados a este em meu blog. Confira o que já preparamos por lá:

Muitos lambeijos!

Até a próxima!

Posts Recentes Tags