CONHEÇA NOSSO BLOG
26Maio
anemia em gatos

5 dicas para prevenir anemia em gatos!

Compartilhe!

E aí, amigo humano, tudo beleza? Aqui é o Bob! Brinquei com a Ashley, gatinha da minha vizinha, na semana passada e notei que estava um pouco estranha. Ela sentia falta de ar e indisposição. Hoje, recebeu o diagnóstico de anemia em gatos. O assunto é bem sério, esse é um verdadeiro sinal que não estava se alimentando corretamente.

Depois de pesquisar um pouco, resolvi criar este artigo aqui no blog para falar a respeito e como você, mamãe ou papai, pode ajudar seu pet a se ver bem longe desse grande mal. Separei várias dicas interessantes. Boa leitura!

Notou seu gatinho apático? Veja como evitar anemia em gatos!

Existem duas classificações comuns de anemia em gatinhos: regenerativa e não regenerativa. Na primeira, existe perda de glóbulos vermelhos além do que a medula óssea é capaz de produzir. Na segunda, o órgão, medula óssea, se torna incapaz de gerar novos glóbulos vermelhos.

O gatinho pode desenvolver complicações respiratórias por conta da redução da capacidade de produção de glóbulos vermelhos. Isso ocorre em função do papel deste agente, que é conduzir o oxigênio aos pulmões e tecidos.

Visto isso, é fundamental que alguns cuidados sejam tomados para que o prognóstico não seja insatisfatório. Na sequência, veja o que fazer para evitar a anemia em gatos.

1- Mantenha a vacinação em dia

A vacinação é o principal escudo de defesa. Ela é eficaz para que o pet fique mais resistente às doenças e suas razões causadoras, como vírus ou bactérias. Sendo assim, contribuem para tornar o sistema imunológico do animalzinho fortalecido. Por consequência, o gatinho tende a ficar menos apático e mais sadio.

2- Mantenha-o dentro de casa

Como foi dito, as vacinas ajudam muito a impedir a anemia em gatos. No entanto, a orientação é que todas as intituladas como de base sejam aplicadas antes que o pet seja conduzido ao convívio social. Ou seja, antes que ele passe a andar na rua ou ter contato com outros pets.

3- Não administre medicação sem prescrição médica

Toda medicação em gatinhos deve ser orientada por um profissional veterinário. Assim como nos humanos, a medicação indevida em pets pode acarretar em uma série de complicações. Elas são:

  • intoxicação;
  • ocultação de sinais clínicos;
  • piora do estado clínico da doença;
  • morte.

Portanto, se seu objetivo é prevenir a anemia em gatos não medique seu gatinho sem a recomendação do veterinário.

4- Verifique a necessidade do uso de vermífugos

Converse com o veterinário a respeito do uso de vermífugos para a manter a boa saúde do gatinho. Os vermes podem provocar:

  • falta de apetite;
  • perda de peso;
  • diarreia;
  • vômitos.

A junção destas complicações tende levar o aparecimento de anemia em gatos. Fique atento!

5- Redobre os cuidados com a alimentação

A alimentação para gatos deve ser rica em nutrientes, vitaminas e minerais que compreendam toda a necessidade do animalzinho. Ela pode ser úmida ou seca e deve ser de acordo com a idade e peso do gatinho.

A variação da quantidade de refeições é feita em detrimento da idade do gatinho. Fizemos uma lista:

  • 1 a 6 meses: 4 refeições por dia;
  • 6 a 9 meses: 3 refeições por dia;
  • a partir de 1 ano: de 2 a 3 refeições por dia.

Escolha o cardápio de alimentação com o Chef Bob!

Gostou do artigo que preparei para você sobre anemia em gatos? No meu site, encontre um cardápio de alimentação para cães e gatos que gera vários benefícios para seu animalzinho!

Não deixe de entrar em contato comigo pelo formulário ou pelo Whatsapp, se preferir! Estou pronto para te orientar a respeito da melhor alimentação para seu pet.

Aproveite para conferir os últimos artigos que preparei para você no meu blog:

Cuide direitinho do seu gatinho, viu? Até a próxima!

Muitos lambeijos.

Posts Recentes Tags