CONHEÇA NOSSO BLOG
05Ago
refluxo em pets deixa cãozinho cabisbaixo

Refluxo em pets: entenda como lidar com esse problema!

Compartilhe!

Olá, amigo humano. Tudo beleza? Aqui é o Bob! O assunto de hoje é bem comum no mundo dos animaizinhos: refluxo. Bom, se você vive perto de um doguinho, como eu, ou um gatinho, já deve ter percebido que regurgitamos nossa comidinha sempre que nos alimentamos de algo indevido. Isso ocorre em função do nosso corpinho observar um elemento estranho e querer livrar-se dele. A situação é bastante semelhante a que ocorre no mundo dos humanos. No entanto, caso seu pet apresente essa condição repetidas vezes em um curto período, atente-se! Quer saber mais? Neste artigo, vamos falar sobre o que gera este incômodo, quais são os sintomas e como tratar o refluxo em pets. Boa leitura!

Aprenda o que é preciso saber sobre refluxo em pets!

O que é?

O refluxo em pets é uma resposta da abertura do esfíncter, músculo que fica entre o esôfago e o estômago. Em geral, como este músculo se mantém a maior parte do tempo fechado ele retém a comida no estômago. Agora, caso algo provoque a abertura dele fora de hora, a comida, muco ou fluxo tendem a circular entre o estômago e o esôfago podendo chegar até a boca.

Desta maneira, o refluxo em pets também pode ser conhecido como refluxo gastroesofágico.

O que causa?

  • fator congênito: quando há propensão genética, refluxos podem ocorrer com maior intensidade e frequência;
  • mudança de remédios: o organismo do animalzinho pode apresentar alterações em decorrência das mudanças repetidas de remédios. Esse fator também provoca o aparecimento de refluxos;
  • alteração na alimentação: quando o pet come algo muito gorduroso ou fora do padrão de alimentação há possibilidade de refluxos.
  • problemas no esôfago: inflamações, dilatações ou hérnia hiatal.

Sintomas comuns

O refluxo em pets não costuma apresentar sintomas preliminares, diferente de vômitos. Normalmente, os pets tendem a ter falta de apetite quando passam por quadro de refluxo.

Por isso, não deixe de falar com o veterinário caso seu pet começar a ter falta de apetite constante.

Diagnóstico e tratamento

Assim como o reconhecimento de causas é importante, o diagnóstico e tratamento para o problema não podem ser dispensados. Afinal, fazem parte do processo de recuperação do seu pet.

O veterinário, neste sentido, atua mais uma vez como uma figura chave. Este profissional fará a entrevista com o tutor do pet e avaliação clínica do animalzinho. Ela pode incluir exames de imagem e outros, a exemplo da endoscopia.

A mudança e acompanhamento da alimentação são as primeiras orientações concedidas por veterinários quando fazem o diagnóstico de refluxo em pets. Por outro lado, caso os refluxos sejam decorrentes de pneumonia, o veterinário recomendará remédios. Converse com um profissional de confiança.

O que fazer em caso de refluxo em animaizinhos?

Não saia do lado de seu pet sempre que notar alguma alteração no comportamento dele onde esteja prestes a regurgitar. Agindo deste modo, você será capaz de prestar socorro em caso de engasgos e mostrá-lo que você está próximo, com ele.

Torne a alimentação do seu pet mais saudável!

Manter a alimentação do pet mais saudável contribui para que ele tenha no corpinho dele todas as vitaminas que precisa para ficar forte. Sendo assim, passa a ser mais resistente ao refluxo em pets e outros problemas! Separei um cardápio 100% natural com todos os ingredientes que eles precisam. Entre em contato conosco!

Aproveite para ler mais artigos como este em nosso blog. Lá estão:

 

 

 

Posts Recentes Tags