CONHEÇA NOSSO BLOG
29Jan
tártaro em cães

Tártaro em cães: veja como tratar esse problema!

Compartilhe!

Olá, amigo humano! Tudo bem? Aqui é o Bob. Hoje vim falar com vocês sobre um assunto importante: tártaro em cães. Você conhece um amiguinho que já teve esse problema? Eu conheço vários, pois se trata de um problema comum, mas que pode ser evitado. É bom lembrar que nós, cãezinhos, também devemos estar com a saúde bucal em dia. Esse é nosso assunto de hoje, confira!

Afinal, qual é a causa do tártaro em cães?

Da mesma forma que ocorre nos humanos, o tártaro em cães, ou cálculo dentário, se dá por conta de placas bacterianas. Elas são causadas por restos de alimentos que não foram retirados corretamente e geram o acúmulo entre o dente e a gengiva do pet. Além disso, o tártaro não é apenas um problema estético, se não tratado pode desenvolver outras doenças no seu cãozinho:

  • dificuldades e dores na mastigação;
  • perda precoce dos dentes;
  • gengivite.

Em casos mais graves, as bactérias podem migrar para outras partes do corpo, atingindo outros órgãos, como:

  • a corrente sanguínea, causando alterações hepáticas;
  • o coração, levando a endocardite;
  • alterações pulmonares e renais;
  • risco até mesmo de óbito do seu amiguinho.

Vale ressaltar que algumas raças têm maior predisposição de desenvolverem o tártaro em cães, isso por conta da própria anatomia da boca. Entre essas raças, destacam-se os cães braquicefálicos e cãezinhos de pequeno porte.

Como descobrir se meu pet está com tártaro?

O tártaro em cães é um problema bastante perceptível e fácil de ser identificado. Mamães e papais de pet devem se atentar para:

  • na hora dos lambeijos, observar se o pet está com mau-hálito;
  • manchas amareladas ou esverdeadas presentes nos dentes;
  • manchas avermelhadas na gengiva;
  • dificuldade ao mastigar;
  • e desistência na hora de comer.

Como prevenir?

Podemos perceber que, em alguns casos, é inevitável a aparição de tártaro em cães. Porém, separei algumas dicas que podem evitar ou adiar a evolução desse problema nos meus aumigos, veja a seguir:

  • escolha por alimentos que não gerem muito atritos entre os dentes;
  • opte por biscoitos e snacks que limpam que têm a função de limpeza e auxiliam na prevenção do tártaro;
  • escove o dente do seu pet pelo menos 3 vezes por semana — com escova e pastas de dentes específicas para cães;
  • consulte regularmente o veterinário.

Como é o tratamento para tártaro em cães?

Se, por acaso, as dicas não forem eficientes e você notar que seu cãozinho possui tártaro, a solução é a remoção das placas bacterianas através de cirurgia. Esse procedimento consiste na cirurgia odontológica de limpeza de tártaro em cães. Para esse feito, seu aumigo deverá estar sedado e anestesiado e pode retornar para a casa no mesmo dia. Consulte um veterinário especializado!

Invista em alimentação natural para o seu amigo!

Escolha por um cardápio de alimentação natural para seu cãozinho. Nossas refeições naturais possuem diversas texturas que com o atrito, ajudam na limpeza dos dentes, assim evitando o problema de tártaro em cães. O Chef Bob e sua equipe tem todo o cuidado de preparar comidinhas saborosas e altamente nutritivas para prevenir doenças e indicadas no pós-cirúrgico. Entre em contato com a gente e faça um orçamento! 

Gostou de saber como tratar tártaro em cães? No nosso blog, temos vários artigos que podem ser úteis para mamães e papais de pet! Veja:

Posts RecentesTags